“Os dançarinos são os poetas do gesto.”  

George Balanchine
Um poema, uma frase, uma música, um silêncio, expressamos o gesto na dança, deixando-nos levar pela beleza do que sentimos, transmitimos e fazemos… Corpos impressos de movimentos, de arte e de técnica, permitem-nos dançar com a liberdade de nos ascendermos, e superarmo-nos a nós próprias.

“Gestus” é mais do que uma classe de dança contemporâneo, é mais do que apenas técnicas aprendidas ao longo dos anos, é mais do que dançar

…É uma forma de estar na vida, para além de nós mesmos, é a nossa expressão!